A distinção de José Soares Brandão veio do Prémio de Investigação EEG 2021.

O investigador José Brandão, da Escola de Economia e Gestão da Univesidade do Minho, criou um modelo para reduzir os custos e aumentar a eficiência na logística das empresas. O seu algoritmo foi testado num conjunto de problemas da literatura científica. Aqui, reduziu então cerca de 1%, a distância total percorrida pelos veículos de distribuição, relativamente às melhores soluções existentes.

Com este trabalho, publicado no European Journal of Operational Research, José Soares Brandão venceu o Prémio de Investigação da EEG. O galardão distinguiu então o artigo científico de 2020 mais votado pelos presidentes dos conselhos científicos.

No artigo “A memory-based iterated local search algorithm for the multi-depot open vehicle routing problem”, o investigador da UMinho resolveu um problema que tem sido pouco estudado. Em concreto, a definição das rotas de veículos quando há múltiplos armazéns, a partir dos quais as mercadorias são enviadas aos clientes. Tendo em conta que o objetivo é fazer as entregas requeridas e minimizar os custos da distribuição, a característica mais inovadora é a utilização de memória para orientar a pesquisa das melhores soluções.