Pizza Girl foi publicado em junho de 2020. A obra conta-nos a história de uma rapariga de 18 anos, grávida, que trabalha numa pizzaria. Um dia, a protagonista sem nome, fica obcecada por uma das suas clientes. Esta fixação resulta numa série de reviravoltas inesperadas.

Quando lemos o prefácio deste livro não esperamos encontrar uma narrativa tão intensa.  A sua protagonista apenas é conhecida como “pizza girl” e a história é contada através da sua perspetiva. Só no fim do livro é que o leitor tem oportunidade de descobrir o seu nome. A personagem principal da história é órfã de pai, vítima do vício do álcool.

DR

No decorrer da história vive com a mãe e o namorado que a apoiam na sua gravidez. A mãe caracteriza-se por ser uma senhora jovem, de origem coreana, amável e que fica feliz pela gravidez da filha. O namorado caracteriza-se por ser um rapaz responsável, igualmente amável e entusiasmado pela chegada de um bebé. O namorado também possuiu os seus próprios traumas, mas consegue fazer um trabalho interno que lhe permite focar-se nos seus objetivos.

Um dos problemas principais da protagonista é a falta de ambições, o outro é o vício da bebida. Com o decorrer da narrativa o vício vai piorando ao ponto de colocar em risco a sua própria vida e a do feto. A vida desta personagem é alterada com a chegada de Jenny, uma mulher de meia-idade, casada e com um filho de 8 anos. A protagonista fica encarregue de entregar uma pizza especial em casa desta mulher e logo fica obcecada por ela. A partir daqui o livro torna-se num autêntico caos.

Os acontecimentos são perfeitamente encadeados, nunca chegam a ser confusos o que abona a favor do livro. A autora consegue providenciar o autor com a dose certa de intensidade, sem deixar os acontecimentos bem claros. O livro aborda temas extremamente densos como a saúde mental, a gravidez em idade jovem e o vício do álcool. A autora poderia ter “romantizado” muitos destes temas, mas não o fez, e por isto deve ser parabenizada.  Contudo, devo ressalvar o problema da falta de ambição como um tema interessante que faz o livro destacar-se. Outro tema que torna este livro marcante pela diferença é a temática do amor platónico.

As personagens, na minha ótica, não estão desenvolvidas na medida certa. Não senti especial apresso pela protagonista, senti sempre que faltava alguma profundidade para conseguir gerar mais empatia com ela. O livro possuiu uma escrita simples e clara, está longe de ser uma obra-prima da literatura, mas é um bom entretenimento. Destaca-se por ser bastante curto e só por isso já vale a pena dar-lhe uma oportunidade de leitura.