Depois do regresso tão esperado com Rare, Selena Gomez estreia-se com a primeira composição de músicas cantadas totalmente em espanhol. O EP Revelación, conhecido a 12 de março, leva-nos por batidas latinas e temas apaixonantes em que a artista de origem mexicana se destaca com uma imagem mais confiante.

É na primeira faixa que Selena Gomez nos prende ao som de “De Una Vez”. Esta balada de amor próprio revela as origens mexicanas da cantora através de um reggaeton mais lento. É uma representação perfeita do pop latino, que tanta fama tem ganho ultimamente. Nesta faixa, a voz da artista sobressalta pela forma emocional que canta.

deccan.news

Depois de falar de amor próprio, avançamos para uma música sobre não estar à procura de amor. “Buscando Amor” é o típico som de discoteca, algo que já deixa bastantes saudades. O registo de reggaeton permanece, mas desta vez ouvimos a verdadeira representação das origens deste género musical.

“Baila Conmigo” é já uma conhecida do público. Segundo a cantora, esta música apaixonada tem como objetivo deixar as pessoas à vontade para dançar. O próprio ritmo, apesar de ser bem marcado pelas batidas do reggaeton, é na mesma lento, o que acaba por representar o afastamento entre pessoas que ainda é exigido em muitas partes do mundo graças à pandemia Covid-19. A colaboração com Rauw Alejandro torna esta faixa ainda mais chamativa.

Este ambiente apaixonado intensifica-se em “Dámelo To’”. A colaboração com o cantor Mike Towers acrescenta bastante à faixa. A própria batida torna-se mais sedutora de modo a mostrar a paixão sentida. Em “Vicio” esta paixão torna-se um vício. O sentimento quase desesperado é transportado muito bem para a música, pois é criada uma atmosfera mais melancólica. A voz de Selena Gomez transparece também o sofrimento de alguém que sofre de alguma adicção.

Gomez surge com um tom mais assertivo e confiante em “Adiós”. Relações tóxicas ninguém as quer e a cantora conta que também se despediu de uma. O ambiente do álbum também fica outro, graças a esta batida mais divertida e chamativa quando comparado às restantes.

A segunda colaboração com DJ Snake entra também para a curta lista de sete músicas do álbum. Já era de prever que “Selfish Love” fosse atrair-nos a dançar, mas a última faixa apresenta a mistura perfeita entre música eletrónica e a sensualidade do reggaeton. Selena Gomez mantém o registo em espanhol, apesar de algumas linhas serem cantadas em inglês.

As músicas cantadas em espanhol têm um grande potencial, especialmente entre o público português que, na sua generalidade, aprecia este tipo de música. Para além disso, Gomez vai trazer consigo a legião de fãs que a acompanha desde Selena Gomez & The Scene, unindo assim dois públicos diferentes.

Revelación ocupa um lugar de pódio em toda a discografia da artista. Tal como o nome indica, é uma revelação deste talento de cantar em espanhol. É um conjunto curto, mas intenso, o que prova a qualidade do álbum.