Português havia eliminado Thiago Monteiro (78º ATP) na ronda anterior.

João Sousa saiu derrotado do desafio frente a Thomas Fabbiano (172º ATP) referente à segunda e decisiva ronda de apuramento para o Masters 1000 de Monte Carlo pelos parciais de 7-5 e 6-4. O português falhou, consequentemente, o acesso ao quadro principal da competição.

No primeiro set, o português até começou bem e saiu na frente por 2-0. No entanto, a partir deste momento, o italiano tomou conta da partida e virou o resultado. Até final do set, João Sousa ainda retirou dois break points a Thomas Fabbiano, mas desperdiçou um a seu favor que entregou, assim, a vitória no primeiro jogo ao transalpino.

Já na segunda partida, o tenista minhoto teve um começo muito difícil e já perdia por 4-0 com poucos minutos corridos. Ainda assim, o melhor português de sempre não desistiu e venceu as três partidas que daí se seguiram e estabeleceu o resultado em 4-3. Todavia, todo o esforço do número um nacional foi inglório, dado que o italiano venceu mesmo o segundo set com um jogo de serviço em branco.

Afastado do Masters 1000 de Monte Carlo, João Sousa vai começar a preparação para a qualificação relativa ao ATP 250 de Belgrado. O compromisso em solo sérvio é o último antes do atleta minhoto jogar em casa no Millennium Estoril Open, competição essa que o número um nacional venceu em 2018.

Recorde ainda: João Sousa entra a vencer no qualifying do Masters 1000 de Monte Carlo