Veio do Outro Mundo é um filme de John Carpenter, considerado por muitos o mestre do terror e ficção científica. Os efeitos especiais utilizados e a banda sonora são os principais aspetos a sublinhar na realização de Carpenter. O realizador é conhecido pelos seus filmes revolucionários no género de terror e pela própria composição da sua banda sonora.

O filme passa-se numa estação de pesquisa dos EUA, situada na Antártica, no início do inverno de 1982. Os cientistas americanos acomodados na estação deparam-se com um cenário macabro quando um helicóptero norueguês, da estação de pesquisa mais próxima, se dirige na sua direção aos tiros a um cão indefeso. Depois da situação ficar resolvida, a equipa americana procura encontrar explicações para o sucedido na estação norueguesa. Seguem-se uma série de acontecimentos que colocam em causa o ambiente de confiança e segurança de toda a base americana e dá-se o início da trama da longa-metragem.

O elenco é um fator vantajoso na longa-metragem, visto que o ambiente de tensão é muito bem representado. Os atores conseguem refletir sem problemas a paranoia provocada pelo seu instinto de sobrevivência e a desumanidade que acaba por vir à baila numa situação de vida e de morte, mesmo estando todos do mesmo lado. Entre os membros deste elenco pouco numeroso é de destacar Kurt Russel (MacReady), Wilford Brimley (Dr. Blair) e Keith David (Childs).

Quanto aos efeitos especiais, este filme foi bastante criticado pelo seu uso exagerado, visto que não era uma prática tão frequente na altura. Porém, foi uma obra de lançamento desta nova forma de terror. A obra cinematográfica está muito bem concebida nesse aspeto tendo em conta a época cinematográfica em que foi produzido.

A banda sonora é simplista e, no entanto, adequada. O posicionamento de músicas de estilo arrepiante foi bem ponderado tendo em conta a tensão sentida durante todo o filme. A música numa obra cinematográfica de terror é fundamental na criação do ambiente de mistério e de suspense e Veio do Outro Mundo não fica aquém nesse aspeto.

Apesar das críticas negativas que o filme recebeu na altura do seu lançamento, Veio do Outro Mundo é considerado, hoje em dia, um clássico do terror. A longa-metragem foi nomeada pela Academia de Filmes de Ficção Científica, Fantasia e Horror (Saturn Awards), nas categorias de Melhor Filme de Terror e Melhores Efeitos Especiais. Além disso, também foi indicado ao Framboesa de Ouro de Pior Banda Sonora.