Os Twenty One Pilots, banda composta por Tyler Joseph e Josh Dun, lançaram, a 21 de maio, o sexto álbum, Scaled And Icy. As 11 faixas que integram o disco quebram um pouco o estilo dos artistas, com um pop nostálgico dançante.

Os últimos projetos da banda, Blurryface e Trench, formam uma narrativa sombria composta por músicas tristes e deprimentes, que passam por vários géneros musicais. Em Scaled and Icy, os artistas apresentam um álbum menos diversificado e mais alegre.

nme.com

A primeira música do álbum é “Good Day”, simultaneamente alegre e sombria. Apesar do ritmo animado, fala de como Tyler imagina como seria a sua reação se perdesse alguém importante.

Chocker” aparece em segundo na lista e explica o sentimento de estarmos sozinhos a ‘sufocar’ com os nossos medos e inseguranças. Esta sensação de solidão é sentida através do som da bateria de Josh e da voz serena de Tayler.

O single “Shy Away” entra no estilo pop sem deixar, no entanto, a veia rock por completo. Tem uma harmonia alegre, contudo repetitiva. Já “The Outside” destaca-se pelo ritmo eletrónico cativante e viciante. Tayler Joseph mostra a versatilidade vocal enquanto fala de experiências em concertos ao vivo, da importância dos fãs e do receio de os perder.

Saturday” aparece com uma forma mais comercial e animada. “Never take it”, por sua vez, volta à narrativa criada pela banda nos últimos álbuns, com uma melodia mais rock.

A faixa “Mulberry Street” é uma metáfora sobre quando Tyler se sente deslocado. De acordo com o vocalista, Mulberry Street (rua em Nove Iorque) foi o primeiro local que a banda visitou quando foi para a cidade. O objetivo é relembrar a sensação de estar no meio da maior cidade dos EUA.

Formidable”, escrita pelo cantor aquando do nascimento da filha Rosie, fala sobre o seu primeiro contacto com a paternidade, com uma energia de rock dos anos 80. A seguir, vem “Bounce Man” a canção mais misteriosa e cativante da discografia, apesar do ritmo calmo.

A banda surpreende com um rap em “No chances”, que é acompanhado por uma batida dramática. “Redecorate” continua com uma sinfonia obscura em que o cantor se questiona como as pessoas ficarão após a sua morte.

Twenty One Pilots iniciam, assim, uma nova fase com um álbum único e irreverente, mostrando a sua polivalência e capacidade e coragem de experimentar coisas novas.