Equipa minhota somou o quinto empate consecutivo na Liga Bwin.

Na tarde deste sábado, o FC Vizela recebeu o CD Santa Clara para a sétima jornada da Liga Bwin. Numa partida emotiva e disputada até final, o resultado final foi de 1-1.

Embora disputada a bom ritmo, a primeira parte da partida ficou marcada por muito equilíbrio e poucas oportunidades flagrantes de golo. O domínio foi repartido por ambas as formações, sem que nenhuma delas se tenha claramente superiorizado em algum momento ao longo dos primeiros 45 minutos.

Deste modo, as poucas tentativas de golo do primeiro tempo provieram sobretudo de remates de longe. Caso disso, foram as tentativas de Kiki Afonso e Marcos Paulo, aos 20 e 36 minutos respetivamente, mas em ambos os casos Marco, guardião forasteiro, agarrou sem grande dificuldade. Do lado da equipa da casa, destaque ainda para um remate acrobático de Nuno Moreira, aos 26 minutos, que acabou, também, com defesa fácil de Marco.

A equipa do Santa Clara foi ainda mais contida na tentativa de chegar à vantagem. Ainda assim, aos 27 minutos, Lincoln tirou um bom cruzamento atrasado, mas Rui Costa acertou mal na bola, quando estava em boa posição. Deste modo, ao intervalo verificava-se um empate sem golos que se ajustava à falta de situações claras de golo de parte a parte.

No regresso dos balneários a tendência alterou-se e foi a equipa da casa quem deu o primeiro aviso. Kiko Bondoso recebeu a bola, descaído para o flanco direito, com algum espaço e rematou rasteiro perto da baliza. Minutos depois, a turma açoriana criou a melhor ocasião da partida até então. Lincoln desmarcou Luiz Phellype, mas o avançado disparou às redes laterais quando se encontrava em posição privilegiada.

À entrada da última meia hora, era o FC Vizela quem assumia as rédeas do jogo, no entanto pertenciam aos forasteiros as melhores situações de golo. Aos 73 minutos, novamente Lincoln na assistência, todavia Jean Patrick atirou ao lado. O extremo da turma visitante perdoou à primeira, mas à segunda abriu o ativo. Morita, já em esforço, serviu Jean Patrick que, descaído para o lado direito, fuzilou a baliza à guarda de Charles.

A equipa minhota mostrou-se algo combalida com o golo sofrido, mas despertou na reta final do encontro. Primeiro, aos 87 minutos, Kiko Bondoso antecipou-se a Rafael Ramos e cabeceou perto do poste direito da baliza visitante. Instantes depois, o médio ala da turma de Álvaro Pacheco assistiu Raphael Guzzo que, na zona da marca de grande penalidade, atirou para fora.

Todavia, Guzzo redimiu-se no sétimo minuto de compensação. Após cruzamento de Alex Mendez, o médio do FC Vizela penteou o esférico de cabeça e serviu Cassiano que encostou para o fundo da baliza de Marco Pereira. O ponta-de-lança minhoto levou os adeptos da casa ao delírio, ainda assim, quase houve um balde de água fria em Vizela. No oitavo minuto de compensação e após um lance confuso na área vizelense, só mesmo um corte em cima da linha de Raphael Guzzo evitou que Cryzan restituísse a vantagem açoriana.

Com esta igualdade, a quinta consecutiva na Liga Bwin, o FC Vizela soma agora oito pontos e ocupa agora o décimo lugar da tabela classificativa. O próximo compromisso da turma orientada por Álvaro Pacheco é para a Taça de Portugal. A equipa minhota desloca-se a Setúbal para defrontar o Vitória Futebol Clube, para a terceira ronda da prova rainha.