Inês Macedo marcou os dois golos da equipa minhota.

O Länk FC Vilaverdense defrontou este domingo, dia 10 de outubro, o Clube de Albergaria no Estádio Municipal de Vila Verde. A partida a contar para a quarta jornada da série Norte da Liga BPI terminou com um empate de 2-2, após uma recuperação por parte da turma visitante.

Na primeira parte do confronto, as duas equipas centraram o jogo a meio-campo. Este equilíbrio era, por vezes, anulado, quando as turmas não conseguiam suportar os sucessivos ataques adversários e esses momentos eram aproveitados pelas duas formações para se aproximarem da baliza. A primeira oportunidade de golo surgiu aos dois minutos, mas as jogadoras minhotas não conseguiram abrir o ativo.

Os momentos de perigo prosseguiram com o Clube de Albergaria a tentar a sua sorte frente a Nyla Peterkin. No entanto, a guarda-redes não deixou que o esférico fosse parar ao fundo das suas redes. Na resposta, aos oito minutos, o Länk FC Vilaverdense conseguiu desprender-se da formação adversária e apoderou-se da liderança. Inês Macedo deu continuidade a um passe de Jassie Vasconcelos, aproximou-se da baliza de Lindsay Kitson e, com um pontapé certeiro, fez o primeiro golo da partida.

A equipa de António Silva não se deixou afastar muito da baliza adversária e investiu várias vezes sobre o Clube de Albergaria para chegar a um segundo golo. Porém, a turma de Paula Pinho não facilitou a concretização do objetivo minhoto. Ainda assim, ao minuto 29, Jassie Vasconcelos serviu-se de falhas da defesa forasteira, dirigiu a bola a Inês Macedo e avançada voltou a marcar.

Com o 2-0 a figurar no marcador, o Clube de Albergaria não baixou os braços e criou diversas situações de perigo junto da baliza adversária. Todavia, os remates mantiveram-se distanciados graças à defesa minhota, que não cedeu espaços para que a bola se aproximasse de Nyla Peterkin.

Nos últimos minutos da primeira parte, a partida tornou-se mais fluída e desprendeu-se do meio-campo. Ambas as equipas estiveram próximas de marcar, mas tal não se sucedeu. Assim, foram para os balneários com o marcador em 2-0, resultado que evidenciava a superioridade da turma de António Silva.

Na segunda parte do confronto, o jogo manteve-se bem jogado. Contudo, a formação minhota não manteve a força que evidenciou na primeira parte. O Länk FC Vilaverdense revelou-se menos focado e os momentos em que podia afincar a liderança foram gastos a concertar erros de organização. O Clube Albergaria aproveitou a perda de autonomia por parte da equipa adversária, fez proveito da maior posse de bola e desenvolveu consecutivas situações de perigo junto da baliza da formação da casa.

Desta forma. 2-1 não demorou muito a chegar. Aos 56 minutos, Samara Lino, com um remate de longa distância, mudou o marcador. O golo motivou a turma visitante e o empate deu-se no minuto seguinte. Mariana Couto venceu o confronto frente a Nyla Peterkin e empurrou o esférico para o fundo da baliza. O 2-2 fez com que a turma minhota despertasse ligeiramente, porém não atingiu os mesmos feitos realizados na primeira parte.

Ambas as formações tentaram conquistar a liderança incisivamente, mas foram as forasteiras que estiveram mais perto de o realizar. Os minutos finais revelaram momentos de muita tensão em ambas as áreas, no entanto, o marcador não se alterou.

Com este empate, o Länk FC Vilaverdense soma apenas um ponto, mas mantém o segundo lugar da tabela classificativa, com dez pontos, dadas as vitórias nas três jornadas inaugurais da Liga BPI. No dia 31, a equipa de Vila Verde tem dérbi minhoto frente ao Gil Vicente FC, no Estádio Municipal de Vila Verde.