Homem do jogo:

Ricardo Horta

No dia em que foi homenageado por cumprir 250 jogos com a camisola arsenalista, Ricardo Horta não podia ter pedido melhor forma de celebrar o feito. O internacional português nunca se escondeu do jogo e foi preponderante na vitória bracarense, ao apontar os dois primeiros golos do conjunto da casa.

Em cima:

Iuri Medeiros

Iuri Medeiros é daqueles jogadores capazes de criar perigo cada vez que toca na bola. Provocou constantemente desequilíbrios na defensiva vizelense e, com duas assistências efetuadas, foi decisivo na vitória do SC Braga.

Vitinha

Ainda que não tenha colocado o seu nome na lista de marcadores, Vitinha colocou certamente os centrais do FC Vizela em sentido. O jovem avançado venceu seis duelos com a defensiva vizelense, para além do penalti conquistado na primeira parte.

Charles

Apesar da derrota por 4-1, Charles merece uma menção honrosa nos destaques do dérbi minhoto. O guardião foi chamado a intervir por diversas vezes durante o encontro e evitou uma derrota mais pesada para o FC Vizela, ao efetuar cinco defesas.

Em baixo:

Primeira parte do FC Vizela

A equipa de Álvaro Pacheco não entrou da melhor maneira no encontro e nunca foi capaz de causar perigo nos primeiros 45 minutos. Os vizelenses terminaram a primeira metade em desvantagem por dois golos e sem qualquer remate efetuado à baliza de Matheus.

Francisco Moura

Num jogo bem conseguido por parte da equipa de Carlos Carvalhal, Francisco Moura foi o elemento mais apagado. Foram raras as vezes em que apareceu no jogo, com a exceção do erro cometido ao minuto 72 que permitiu o golo do FC Vizela.

Recorde aqui as incidências da partida.