Esforço dos bracarenses foi inconsequente, numa partida com duas expulsões.

Esta quinta-feira, o SC Braga deslocou-se até ao Estádio do Vizela para defrontar a equipa do FC Vizela num duelo a contar para os oitavos-de-final da Taça de Portugal Placard. A motivação arsenalista foi inútil e o jogo terminou com um resultado desfavorável de 1-0.

Na primeira parte, a partida demonstrou-se inicialmente bem repartida pelas equipas. No entanto, rapidamente os vizelenses chegaram à frente. Ao minuto nove, a equipa da casa surpreendeu e fez o primeiro golo. Nuno Moreira, descaído para o lado esquerdo, atirou em arco ao segundo poste e fez um grande golo. Com esta ameaça, os bracarenses tornaram-se mais ofensivos, mantiveram a bola por perto e aumentaram os ataques.

Apesar do perigo bracarense, a baliza de Pedro Silva manteve-se intocável e os jogadores vizelenses não baixaram a guarda. O domínio do jogo pertenceu principalmente à equipa da casa e a tarefa bracarense ficou ainda mais difícil com a expulsão de Abel Ruiz, aos 29 minutos.. Devido a alguns impasses, o árbitro concedeu três minutos de compensação, mas estes não alteraram o resultado pouco promissor para a equipa braguista.

Após o regresso dos balneários, ambas as equipas demonstraram ambição pela vantagem. Os vizelenses foram um pouco imprudentes e aumentaram a hipótese de um golo bracarense. No entanto, a equipa minhota não conseguiu aproveitar as oportunidades e manteve o resultado negativo.

As mãos de Pedro Silva suaram várias vezes, mas o guarda-redes vizelense conseguiu sempre defender a baliza da equipa. Com imenso esforço, os braguistas tentaram mudar o resultado a todo o custo, mas em vão. A quantidade de ataques acabou por ser inútil e a partida terminou assim a 1-0. Até final, destaque para uma segunda expulsão do lado arsenalista. André Horta recebeu ordem de expulsão, aos 89 minutos.

Com este resultado final, o SC Braga fica oficialmente eliminado da Taça de Portugal Placard, ao passo que o FC Vizela segue para os quartos-de-final da prova. Quanto ao futuro próximo, os primeiros a voltar a entrar em campo são os vizelenses, que se deslocam ao terreno do CS Marítimo na próxima terça-feira. Quanto aos pupilos de Carlos Carvalhal, voltam à ação apenas na próxima quinta-feira, numa viagem ao reduto do FC Arouca.