O Fundo de Emergência Municipal, a Associação Empresarial de Fafe e o Grupo Nun’Álvares são alguns dos beneficiários.

Na quinta feira, dia 2 de dezembro, foi aprovada, pelo Executivo Municipal de Fafe, a distribuição de vales de 30 euros para gastar no comércio local. Os vales vão acompanhar os cabazes de Natal entregues às famílias mais carenciadas.

Durante a reunião, ficou também a conhecer-se que vai ser concedida uma verba de 27 mil euros ao Município, destinada ao Fundo de Emergência Municipal. O objetivo deste apoio financeiro consiste em atenuar os prejuízos causados pelas depressões “Elsa” e “Fabien”, ocorridas em 2019.

Por outro lado, foram aprovados apoios à Associação Empresarial de Fafe, Cabeceiras de Basto e Celorico de Basto, pela sua participação na organização de Fafe Cidade Natal. O Grupo Nun’Álvares também vai beneficiar de apoio financeiro, não só pela organização, mas também pela participação na Taça de Portugal de Patinagem Artística.

Da mesma forma, foi atribuído um subsídio à DemoPorto pela realização do Rally Serras de Fafe e Felgueiras 2021. Ainda dentro deste assunto, foi apontado um retorno económico direto para Fafe entre 1.7 e 1.9 milhões de euros, relativo aos gastos na organização do evento.

Na reunião, abordou-se o Programa Operacional Assistência Técnica 2020, no qual se prevê o reembolso de despesas provenientes do plano de contingência da Covid-19. O Protocolo de Cooperação para a administração de vacinas contra a Gripe também foi ratificado.

Em relação à Unidade Cultural da Universidade do Minho e à Rede de Casas do Conhecimento, o objetivo consiste em incentivar uma cidadania mais participativa, ao mesmo tempo que se fomenta e divulga a cultura científica e tecnológica. Além disso, foi apresentada a previsão da abertura da Casa do Conhecimento de Fafe para o primeiro trimestre de 2022. Por outro lado, foi ainda prestada informação quanto ao programa integrado no Plano “Reativar o Turismo- Construir o Futuro”, resultante do compromisso Formação + Próxima.