Reviravolta eficaz na segunda parte da partida garantiu regresso dos minhotos às vitórias.

Esta quarta-feira, o SC Braga/AAUM recebeu o Leões Porto Salvo, no Pavilhão Desportivo Universidade Minho. A partida, referente à 12ª jornada da Liga Placard, culminou na vitória da equipa da casa por 6-3, após uma reviravolta no marcador, conseguida na segunda parte do encontro.

Os primeiros minutos do jogo caracterizaram-se por uma igualdade em campo, sem grandes avanços e intervenções de nenhuma das equipas. Foram necessários três minutos, para as formações estudarem o adversário, e começarem a atacar.

A primeira oportunidade falhada surgiu por parte da equipa lisboeta, seguida por um livre desperdiçado dos arsenalistas. A equipa visitante respondeu ao avanço do SC Braga/AAUM e Wesley Reinaldo, após uma grande intervenção do guardião bracarense, executou um novo remate que gerou o primeiro golo da partida.

Apesar da vantagem no marcador, a equipa de Oeiras desejava mais e Gerson Sanches quase colocou a vantagem em 2-0, no entanto, a grande defesa de Leandro Costa travou esse possível avanço. Por sua vez, os bracarenses tentaram reagir ao resultado e à eficácia adversária em jogo, com diversos remates à baliza rival, mas sem efeito. O Leões Porto Salvo continuava a lutar para o segundo golo, e enviou, mais do que uma vez, a bola ao poste.

Desta forma, aos 14 minutos, os braguistas pediram uma pausa técnica, de forma a reverterem o resultado no placard. Três minutos após, conseguiram chegar à igualdade numérica, não propriamente por mérito próprio, mas por autogolo de Wesley Reinaldo, que marcou na própria baliza.

Não foi necessário aguardar mais de um minuto, para se assistir ao terceiro golo do jogo. A equipa visitante, após falta sofrida, aproveitou o livre de 10 metros e regressou à vantagem no marcador. Mesmo nos instantes finais da primeira parte, os visitantes voltaram a aumentar a vantagem e chegaram ao terceiro golo (1-3).

Ao intervalo, o resultado demonstrou-se justo ao que acontecera em campo. Se por um lado, a equipa lisboeta aproveitou as oportunidades, realizou bons remates e interrompeu os ataques minhotos, por outro, a equipa da casa encontrava-se sem reação, a tentar arranjar soluções para alcançar a igualdade no placard e ultrapassar a defesa do Leões Porto Salvo. Ao mesmo tempo, os arsenalistas estavam condicionados pelas faltas. Vale realçar que, apesar das dificuldades sentidas em campo, os adeptos minhotos presentes nas bancadas mantiveram o seu apoio incondicional.

Joel Rocha alterou a estratégia em campo e, logo, nos segundos iniciais da segunda parte, Pola marcou e diminui a desigualdade do SC Braga/AAUM no marcador. Nos minutos seguintes, a nova atitude dos bracarenses reforçou-se, com o golo de Tiago Correia, que resultou no empate no marcador. Assim, tornou-se evidente o grande recomeço da equipa da casa, que alterou por completo a dinâmica da partida.

A reviravolta do resultado completou -se quando, um minuto depois, Fábio Cecílio colocou os Gverreiros do Minho em vantagem. A equipa rival, sem saber como reagir e a observar os papéis a inverterem-se, pediu desconto de tempo. Contudo, não se revelou suficiente, uma vez que numa grande jogada, a equipa nortenha chegou ao 5-3.

Nos minutos seguintes, o ritmo do jogo aumentou, com remates de ambas equipas. Os visitantes dominaram os últimos minutos do encontro, com a intenção de diminuírem a diferença no marcador. Contudo, o oposto ocorreu e os braguistas marcaram o último golo da partida, num remate repentino do lado oposto do campo, sem qualquer defesa presente na baliza rival. Assim, os Gverreiros do Minho venceram o duelo por 6-3, após uma grande reviravolta.

Com este triunfo, os bracarenses regressam às vitórias e permanecem no oitavo lugar da tabela classificativa. Na próxima jornada da Liga Placard, o SC Braga/AAUM viaja até Portalegre, para defrontar o Elétrico FC. O jogo está marcado para o próximo domingo, dia 12 de dezembro, pelas 17h30.

Recorde ainda: SC Braga/AAUM derrotado na deslocação à AD Fundão