Vitorianos jogaram mais de meia hora reduzidos a dez, mas venceram o encontro.

O Estádio D. Afonso Henriques recebeu, este sábado, o histórico dérbi minhoto entre Vitória SC e SC Braga. O duelo referente à 21ª jornada da Liga Bwin terminou com o triunfo vimaranense por 2-1, depois de um golo marcado ao cair do pano.

Nos momentos iniciais da partida, a turma bracarense assumiu o controlo da posse de bola. Assim, a primeira oportunidade de golo surgiu ao minuto sete, quando Al Musrati, de cabeça, obrigou Bruno Varela a aplicar-se. Contudo, apenas dois minutos depois, os vitorianos responderam. Fabiano perdeu a bola em zona recuada e Tiago Silva, de fora da área, viu Matheus evitar o tento inaugural.

O Vitória SC contrariou o domínio braguista e, à passagem do minuto 18, adiantou-se no placard. Depois de um canto batido por Tiago Silva, Estupiñan antecipou-se a Matheus e fez o 1-0. A reação dos Gverreiros do Minho surgiu aos 25 minutos, quando Vitinha ultrapassou a pressão de Jorge Fernandes e rematou para defesa de Bruno Varela. Até ao intervalo, não houve registo de mais nenhum lance de verdadeiro perigo e as equipas recolheram aos balneários com os Conquistadores a vencerem pela margem mínima.

A segunda metade começou com o golo do empate do SC Braga. Logo aos 48 minutos, Ricardo Horta encontrou Vitinha no coração da área e o avançado luso fez balançar as redes adversárias. Apesar do golo sofrido, os homens de Pêpa não se deixaram afetar. Neste sentido, ao minuto 53, Rochinha aproveitou mais um lance de desconcentração da zona defensiva visitante para ameaçar a baliza de Matheus. Ainda assim, o guardião brasileiro levou a melhor e evitou o segundo tento vimaranense.

À passagem do minuto 58, a missão do Vitória SC tornou-se mais complicada. Depois de um lance de Alfa Semedo com Abel Ruiz, o juíz da partida consultou o VAR e admoestou o médio guineense com o cartão vermelho. Apesar da superioridade numérica, os bracarenses só se voltaram a aproximar da baliza caseira aos 75 minutos. Ricardo Horta encontrou Yan Couto solto de marcação e o lateral rematou a rasar o poste.

Mesmo a jogar reduzido a dez jogadores, a equipa de Guimarães chegou ao golo da vitória. À entrada do minuto 90, Lameiras rematou para defesa incompleta de Matheus. Na recarga, o recém-entrado Nélson da Luz atirou a bola para o fundo da baliza forasteira. Até ao final, a equipa de Carlos Carvalhal procurou chegar ao empate, mas a organização defensiva da formação caseira evitou as investidas braguistas. Assim, o apito final de António Nobre confirmou o triunfo vimaranense por 2-1.

Com este resultado, o SC Braga mantém os 38 pontos, que valem o quarto lugar da tabela classificativa. Já o Vitória SC atinge os 30 pontos e isola-se na sexta posição. Na jornada 22, a turma bracarense recebe o FC Paços de Ferreira, numa partida agendada para as 15h30 do próximo sábado, dia 12 de fevereiro. Por sua vez, os vitorianos entram em campo às 18h de domingo, dia 13, no Estádio do Jamor frente à Belenenses SAD.