Com quase dois anos de atividade, a associação já apoiou cerca de 900 pessoas.

A associação bracarense “Virar a Página” está a promover uma campanha de angariação de donativos com o objetivo final de adquirir um espaço próprio. Contando com quase dois anos de atividade, o projeto está, desde setembro de 2021, provisoriamente instalado no espaço do restaurante “Luz Natural”.

A notícia surge após a Creche de Braga anunciar que o edifício em Palmeira já não se encontra disponível para alocar o “Virar a Página”, visto que vai ser necessário para projetos da instituição. Em declarações à RUM, a responsável pela associação, Helena Pina Vaz, explica que a “parceria, que estava já estabelecida, teve de voltar atrás, porque a Creche de Braga precisa do espaço que ia disponibilizar”. “Assim, como de boa vontade nos tinham cedido, nós também de boa vontade compreendemos que tínhamos de dar o acordo sem efeito e procurar uma alternativa”, acrescenta.

Segundo a responsável, a solução pode passar pela compra do espaço onde estão atualmente instalados. No entanto, para que tal seja possível, a associação bracarense necessita de 50 mil euros. A Câmara Municipal de Braga já se mostrou disponível para apoiar financeiramente, mas ainda não é conhecido o valor do financiamento.

Helena Pina Vaz admite que o espaço cedido “funciona perfeitamente bem”, dispondo de uma zona de cafeteria e uma zona de cozinha. Nos planos do “Virar a Página”, o local vai servir também para a formação e trabalho de jovens com deficiência apoiados pela associação YAY – Educação para a Inclusão.

Tendo em consideração o trabalho de solidariedade realizado pela iniciativa, a responsável pelo “Virar a Página” reitera a necessidade de o projeto ter instalações permanentes. Desde o início, a associação já esteve em três locais diferentes. Atualmente presta apoio a 90 famílias, servindo cerca de 250 refeições diárias.