As obrigações começam a acabar e o calor passa a ser um companheiro habitual. Para que a falta de sugestões não seja um problema, o ComUM preparou uma lista das melhores produções para o verão e para as tuas férias.

Cinema

Pai para Mim… Mãe para Ti (1998) – Em 1986, um homem (Dennis Quaid) e uma mulher (Natasha Richardson) apaixonam-se em alto mar, um relacionamento amoroso do qual nascem Hallie e Annie (Lindsay Lohan). No entanto, a paixão do casal vai-se perdendo, culminado no término da relação. Do divórcio não resulta guarda partilhada e, assim, cada um dos pais fica com uma das gémeas. Onze anos e nove meses depois, as irmãs encontram-se, por pura coincidência, no mesmo campo de férias. Por entre rivalidades, apercebem-se que foram separadas à nascença e o plano de ação passa por tentar reunir os seus pais, fazendo-se passar uma pela outra (Título Original: The Parent Trap).

 

A Praia  (2000) –  Na Tailândia, um jovem americano (Leonardo DiCaprio) encontra a aventura e o sentido de propósito de que estava à procura. Por entre percalços, parte, juntamente com um casal francês, em busca de uma ilha intocada, o paraíso perdido. Numa viagem perigosa, com amores e desamores à mistura e uma reflexão sobre as comunidades autossustentáveis, a ganância dita os rumos da história, tal como o seu desfecho – “eu ainda acredito no paraíso, mas, agora, pelo menos sei que não é sobre um lugar. É sobre como nos sentimos quando fazemos parte de algo” (Título Original: The Beach).

 

Dia de Surf (2007)  Surfar significa tudo na minha do pinguim Cody Maverick. Acompanhado por uma equipa de gravação, o adolescente deixa a sua terra natal, Shiverpool, na Antártida, para visitar a Ilha de Pen Gu, local onde iria ser construído um memorial ao Big Z. Até ao momento, não havia outro objetivo senão ganhar. No entanto, o encontro com a antiga prancha de surf de Big Z altera as suas prioridades e a sua postura de vida (Título Original: Surf ‘s Up).

 

As Férias de Mr. Bean (2007) – Costuma-se dizer que a chuva é uma benção e, ao que tudo indica, as condições atmosféricas de Londres não enganam… Pelo menos, foi num dia chuvoso londrino que Mr. Bean (Rowan Atkinson) decidiu arriscar e acabou por ser presenteado com uma estadia no litoral de Cannes, em França, uma Sony Handycam e 200 euros em dinheiro vivo para gastar na sua viagem. Apesar da boa sorte, houve sempre espaço para as típicas faltas de jeito de Mr. Bean. Por entre peripécias hilariantes, este acaba por chegar ao seu destino, mas sem antes conquistar duas novas e bonitas amizades pelo caminho (Título Original: Mr. Bean ‘s Holiday).

 

Hotel Transilvânia 3: Umas Férias Monstruosas (2018) – Mavis decide surpreender o seu pai com uma viagem no Monster Cruise. Assim, Drácula e os restantes membros do hotel iniciam uma aventura em alto mar. No navio, a personagem principal masculina acaba por se apaixonar pela capitã Ericka (Kathryn Hahn / Filomena Cautela), levando a uma inversão de papéis – agora é a vez de Mavis se transformar numa filha superprotetora. Até ao momento, a sua preocupação poderia ser vista como descabida… Mal eles sabiam que o novo interesse amoroso de Drácula era, sem tirar nem pôr, descendente de um antigo inimigo dos monstros, Abraham Van Helsing (Título Original: Hotel Transylvania 3: Summer Vacation).

 

Literatura

DR

Chama-me Pelo Teu Nome (2007) – A chegada de Oliver ao sul de Itália durante o verão destrói a estabilidade e a pacatez que caracterizavam a vida do mais novo. Com um desenvolvimento lento, mas escaldante, os dois homens apaixonam-se e tocam-se profundamente na alma um do outro. No entanto, estará este romance destinado à prosperidade ou ao fracasso? A grandiosidade da obra de André Aciman refletiu-se na sua adaptação ao cinema com Timothée Chalamet e Armie Hammer (Título Original: Call Me By Your Name).

 

DR

The Last Supper: A Summer in Italy (2009) – O inverno acabou-se e uma família decide vender tudo o que tem e rumar a Itália pela procura da arte e os seus significados. Numa jornada de três meses, Rcahel Cusk relata os desafios de uma língua estrangeira, de sentir que não pertença e a magnificência na descoberta. Roçando questões ternamente profundas, Cusk apresenta-nos um belo memoir (Título Original: The Last Supper: A Summer in Italy)

 

DR

As Rochas (2014) – As Rochas, de Peter Nichols, escolhem como plano de fundo uma bela paisagem mediterrânica, onde um confronto familiar tomou lugar e surge a seguinte questão: que acontecimento secreto levou à separação de dois noivos em lua de mel de forma tão repentina? Através de muito mistério e escrita cuidada, Nichols integra-nos a descobrir o secretismo em volta desta família (Título Original: The Rocks).

 

DR

Nadar no Escuro (2020) – Durante um verão campestre, o universitário Ludwik fica fascinado pelo belo e relaxado Janusz. Quando o acaso os reúne aos dois no rio, este encontro transforma-se num ardente romance. No entanto, com o fim do verão e o regresso a Varsóvia, os dois jovens seguem caminhos completamente diferentes. Lírico e sensual, este livro leva-nos a mergulhar no mundo comunista polaco nos anos 80 (Título Original: Swimming in The Dark).

 

DR

Every Summer After (2022) – Já fez tempo que Percy não regressa ao lago onde criou algumas das memórias mais felizes da sua juventude (e até mesmo da sua vida). No entanto, os verões passados nesse lago marcam também o maior erro da sua vida. Com a morte da mãe de um (mais que) amigo, Percy regressa e percebe que talvez as coisas, em concreto o seu coração, não tenham mudado assim tanto. Every Summer After, de Carley Fortune, é um fabuloso romance para se ler durante as férias de verão (Título Original: Every Summer After).

 

Música

“Água de Beber” (1963) – Nunca ninguém duvidou de que a junção de Antonio Carlos Jobim e Vinicius de Moraes só podia dar coisa boa. Para juntar à boa mistura, convidamos-vos a refletir sobre se há algum género musical mais veranil do que bossa nova. Já parece bom demais para ser verdade, mas, em 1963, provaram-nos o contrário. “Água de Beber”, com o seu ritmo eletrizante, é a música ideal para estar numa praia a apanhar banhos de sol ou, pelo menos, a imaginarmos algo assim.

 

Another Day of Sun (2017) – Apesar de estarmos a sugerir músicas, nada nos impede de sugerir músicas de filmes. La La Land (2019), um musical com Emma Stone e Ryan Gosling, foi extremamente bem-recebido pela crítica e um dos maiores motivos para isso foi a sua banda sonora excecional. “Another Day of Sun” fala-nos, entre ritmos mexidos e várias vozes afinadas, de como amanhã teremos um dia novo de sol e, assim como todos, repleto de oportunidades. A banda-sonora perfeita para os dias em que julgamos que estamos sem rumo (sim, porque também temos desses no verão).

 

“Verão” (2019) – Assim como na vida, para os The Gift depois da Primavera (2012) também vem o Verão. Para ilustrar isso, lançaram um álbum com o nome da estação mais quente do ano em 2019. Desse álbum, elegemos a música homónima para vos acompanhar numa reflexão melancólica e muito portuguesa sobre o verão e o amor, com a voz impressionante de Sónia Tavares.

 

Alentejo (2019) – “Alentejo” é uma música de amor da banda portuguesa Cassete Pirata. Contudo, o amor é comparado a várias sensações de verão e cheia de referências ao Alentejo. Definitivamente, um tema que será uma boa companhia numa viagem para férias ou, simplesmente, algures numa sombra alentejana.

 

“Potion” (2022) – O que é que Calvin Harris, Dua Lipa e Young Thug têm em comum? Para além de talento, o tema “Potion”. O EDM e electropop de um, a voz profunda de outra, alguns versos ousados e temos a fórmula perfeita de uma poção para um verão cheio de ritmo. Certamente, vamos ouvir mais vezes esta música, principalmente acompanhada de sunsets.

 

Artigo por Bruna Sousa, Ilda Lima, João da Silva e Leonor Alhinho