Está em falta a contratação de 47% de nadadores-salvadores nas praias e piscinas portuguesas.

A Piscina Municipal da Ponte está em risco de permanecer fechada ao público durante a época balnear. Em causa está a falta de recursos humanos, nomeadamente, a dificuldade na contratação de nadadores-salvadores.

De acordo com a Federação Nacional de Nadadores-Salvadores, a situação agravou-se após a pandemia. Durante esse período, não foram lecionados cursos de formação na área, o que resultou na atual escassez de recursos.

Além da dificuldade a nível operacional, a Piscina Municipal da Ponte sofre, ainda, de problemas técnicos que podem impossibilitar a reabertura. O presidente da Câmara Municipal de Braga, Ricardo Rio, revelou, na reunião do executivo municipal, na passada segunda-feira, continuar a existir “fugas de água”. Advertiu que é fundamental assegurar “não haver riscos de descolagem da tela, depois destes anos de interrupção”.

O autarca anunciou que a decisão vai ser tomada dentro de poucos dias. “Queremos saber se temos os meios humanos necessários para apoiar. Temos tido ecos de preocupação de juntas de freguesia que não têm conseguido fazer a contratação de recursos humanos e vamos, nos próximos dias, saber quais vão ficar impedidas de funcionar por essa razão”, justificou. Ricardo Rio garantiu que vai ser lançado um concurso para intervenção, a realizar até ao próximo ano.