O edifício vai passar a ter as "condições mínimas" para acolher as pessoas que vão participar no Campeonato Mundial Universitário de Futsal.

No dia 24 de junho, Bela Aníbal, jornalista do InComUM, recebeu um email que dava conta dos preparativos para o Campeonato Mundial Universitário de Futsal. Se foi intervenção divina do S. João, Bela Aníbal não sabe dizer, mas o documento evidencia aquilo a que a reitoria da Universidade do Minho (UMinho) designa como “o milagre na Lloyd”. 

Enviado pela reitoria, o email foi direcionado à jornalista do InComUM e à Associação Académica da Universidade do Minho (AAUMinho). A par do pdf com os procedimentos, a mensagem inclui um desabafo: “normalmente, as residências não têm as condições ideais. Mas, como este é um evento de alto prestígio, a Universidade do Minho precisa de redobrar a qualidade dos seus serviços. Deste modo, vamos investir 70% do dinheiro da bazuca na receção dos atletas e respetivas equipas técnicas”. 

Segundo o email, a reitoria e a AAUMinho vão contratar uma equipa de desinfestação. Além de “apoiar na retirada dos estudantes” que lá estão a viver, a equipa de limpeza extrema vai “aniquilar os roedores” que são companheiros assíduos dos universitários. As falhas de internet também vão deixar de ser temporariamente um problema, já que serão instaladas antenas parabólicas para que “as pessoas consigam aceder à net do Musk”. 

Com os fogões e microondas incapazes de realizarem as suas funções, a UMinho “vai contratar chefes privados e equipas de catering”. “Os atletas não podem comer qualquer coisa. Têm de ingerir os devidos valores proteicos. Precisamos de uma ementa especial. Não podem ir à cantina”, lê-se no documento. Ostras, caviar, presunto ibérico, trufas, carne Wagyu, vieiras, croissants parisienses, pinhão exótico são alguns dos elementos dos pratos gourmet que vão ser servidos na residência. 

O email apontou ainda como problema a “efemeridade da água quente”. Tal vai ser combatido com a “construção de um anexo balneário de cinco estrelas”. Os convidados vão ter acesso à sauna, jacuzzi e chuveiros particulares com água quente, morna, fria e gelada. Após os jogos, os atletas terão ainda a “oportunidade de desfrutar de água com fragrâncias e essências variadas”. O espaço vai ser vigiado por uma equipa de seguranças, responsável por impedir a entrada de estudantes não autorizados. 

Bela Aníbal conseguiu apurar que será a AAUMinho a limpar toda a residência. De acordo com uma fonte próxima da associação, “os responsáveis máximos da AAUMinho não vão aproveitar-se dos colaboradores”. A direção disponibilizou-se a fazer uma limpeza minuciosa da Lloyd para evidenciar o espírito académico, a solidariedade e o associativismo que marcam a academia. O email deu conta das tarefas a desempenhar pela associação.  Desentupir sanitas, fazer camas, tirar o bolor das paredes, desincrustar a gordura e restos de comida acumulados ao longo do ano vão ser os principais passatempos da AAUMinho nos próximos dias.

A residência vai passar a apresentar um sistema de infravermelhos, câmaras de ultra vigilância, chafarizes de gás-pimenta e cercas eletrificadas para “afastar os perturbadores da paz”. Para garantir a segurança nos deslocamentos em Braga, a reitoria vai contratar ainda 40 tuk-tuks à prova de bala. 

No final do documento, pode ler-se o seguinte: “vamos contratar um arcebispo de Fátima para abençoar o Campeonato, afastar os espíritos e o mau olhado da residência. Para ser mais barato, o arcebispo pode retirar a bênção da Lloyd quando o evento desportivo terminar”. A jornalista do InComUM descobriu que o mesmo arcebispo acompanha as eleições da AAUMinho, sendo responsável por garantir a continuidade das listas. 

As alterações na residência começam no dia 27 de junho. Até lá, o email dá conta de que os estudantes que ainda permanecem na Lloyd vão ser escoltados para Santa Tecla por uma força de intervenção, de modo a ser evitada uma revolta estudantil. 

Em P.S. está escrito: “os estudantes não precisam de se preocupar com estas mudanças, porque tudo voltará ao que era no final do campeonato. A sauna e o jacuzzi serão devidamente reaproveitados para o futuro gabinete do presidente da AAUMinho. O acesso a condições mínimas de habitação será temporário”.