Iniciativa vai incindir em algumas áreas centrais do município bracarense.

Na última segunda-feira, dia 4 de julho, iniciou-se, em Braga, um processo de transformação de travessias pedonais, de modo a torná-las acessíveis aos cidadãos invisuais. Com um prazo de execução previsto de 150 dias, a obra insere-se no projeto “Eu já passo aqui”.

A intervenção vai se realizar em três fases, que vão ter um prazo estimado de 45, 30 e 75 dias, respetivamente. A primeira fase vai incidir na Rua Comendador Santos da Cunha, Rua Pedro Magalhães Gondavo e Rua D. Diogo de Teive. A segunda etapa vai se desenrolar na Rua Comendador Santos da Cunha e na Rua dos Bombeiros Voluntários. A terceira e última fase vai ter como foco a Rua 25 de Abril, Rua Sá de Miranda e Rua Marcelino Sá Pires.

A escolha das áreas tem em vista a existência de estabelecimentos de ensino ou outros equipamentos com grande fluxo. Foram ainda consideradas áreas sugeridas pelos próprios munícipes.

Durante a execução das obras, vão existir alguns condicionamentos à circulação normal do trânsito. A proibição de estacionamento e a imposição de cortes temporários são algumas das medidas que vão poder vigorar durante o período da intervenção.