O empate frente ao GD Chaves coloca os gverreiros do Minho a sete pontos do terceiro lugar.

Na noite desta quarta-feira, o SC Braga rececionou o GD Chaves. A partida contou para a 19ª jornada da Liga Portugal Betclic, tendo sido reagendada devido à participação dos bracarenses na Taça da Liga.

Galvanizado pela conquista da Taça da Liga, a terceira da sua história, o SC Braga queria regressar aos triunfos em casa na competição doméstica. Nos primeiros 45 minutos, a partida foi jogada a um ritmo lento, muito por intenção dos transmontanos. Com mais bola, os braguistas também não alteraram a toada.

À passagem do minuto 22, surgiu a única oportunidade de golo da primeira-parte. O sueco Joe Mendes cruzou rasteiro para o coração da grande área, onde apareceu Ricardo Horta, que rematou à figura do guarda-redes Hugo Souza.

No regresso dos balneários, a formação da cidade dos arcebispos apareceu de cara lavada. Ao minuto 52, servido por Ricardo Horta, Borja cruzou rasteiro para Abel Ruiz, que viu o guardião adversário negar-lhe o golo. Na recarga, Salazar abriu o ativo, fazendo o 1-0.

A resposta flaviense não tardou a chegar. No minuto 63, Steven Vitória correspondeu de cabeça a um canto de Kelechi, empatando a partida a um golo. A partir daí, os comandados de Moreno Teixeira remeteram-se a conter as várias investidas ofensivas dos minhotos.

Ao minuto 72, Álvaro Djaló foi servido por Joe Mendes, mas no momento do remate, o guardião transmontano e João Correia, evitaram o golo arsenalista. À avalanche ofensiva da turma de Artur Jorge, ia respondendo à altura o guarda-redes forasteiro, Hugo Souza, que ainda no decorrer do mesmo minuto, realizou uma enorme intervenção num cabeceamento de Al Musrati. Já ao minuto 92, amarrou um cabeceamento de Salazar.

O desacerto caseiro na hora de atirar à baliza estendeu-se até ao apito final. Primeiro, aos 98 minutos, na grande área forasteira, Álvaro Djaló atirou por cima. No instante procedente, o espanhol voltou a exibir desinspiração na correspondência a um cruzamento do lateral Borja, rematando ao lado.

No mesmo minuto, o capitão Steven Vitória foi expulso por acumulação de amarelos. Em superioridade numérica, os gverreiros do Minho continuavam a apostar em cruzamentos para tentar desmontar a teia defensiva transmontana.

Passados quatro minutos, os minhotos desperdiçaram uma dupla ocasião num espaço de segundos. Primeiro, Salazar disparou à figura do guarda-redes contrário, e de seguida, o líbio Al Musrati ficou a centímetros do segundo golo, após um cruzamento do espanhol Víctor Gómez.

Após este resultado, o SC Braga situa-se no quarto lugar da tabela classificativa com 37 pontos conquistados. No próximo dia 4 de fevereiro, os arsenalistas recebem o Moreirense FC, num jogo com início agendado para as 20h30.