A exibição tremida do Vitória SC fez os famalicenses acreditarem, mas a eficácia valeu os três pontos.

Na tarde deste sábado, dia 9 de março, o Vitória SC recebeu o  FC Famalicão no Estádio D. Afonso Henriques, em jogo a contar para a jornada 25 da Liga Portugal Betclic. A equipa da casa dominou a primeira metade, mas permitiu o crescimento dos famalicenses na partida, sendo que a eficácia foi o fator determinante no resultado.

Os visitantes começaram com uma entrada de sonho. Aos três minutos de jogo, Jhonder Cádiz aproveitou uma bola perdida e atirou para o fundo das redes de Charles Silva. Tudo isto acabou por cair por terra quando a bandeirola ficou levantada, anulando a vantagem visitante.

O ritmo de jogo foi intensificando com muita disputa de bola no meio-campo e quase sem ataques. Foi apenas aos 15 minutos que voltou a haver uma ocasião de golo, por parte de Jota Silva, que rematou à baliza de Luiz Júnior após má saída de bola de Francisco Moura, porém o guardião controlou o lance.

O jogo foi começando a ser dominado pelos conquistadores. Num espaço de cinco minutos o Vitória SC criou várias ocasiões de perigo.

Tudo começou num remate de Ricardo Mangas que obrigou Luiz Júnior a ceder pontapé de canto. Na sequência do mesmo, João Mendes serviu Nélson Oliveira que disparou de primeira, obrigando novamente o guarda-redes brasileiro a intervir.

Na sequência de novo canto, Mikel Villanueva surgiu ao segundo poste e cabeceou para mais uma enorme defesa de Luiz Júnior. Aos 38 minutos, após um mau alívio de Justin de Haas, Nélson Oliveira dominou com o peito para Jota Silva que fletiu para a direita, deixando a oposição pregada ao chão, e, na cara do guardião famalicense, rematou para o fundo das redes. Até ao descanso, não houve mais oportunidades relevantes.

Já na segunda parte, aos 53 minutos, Francisco Moura transportou o esférico pela ala esquerda e, quando teve espaço, cruzou para o miolo. Na tentativa de corte, Borevkivic quase introduziu a bola na própria baliza.

Dois minutos depois, após um livre estudado, quase se voltou a gritar golo no D. Afonso Henriques. Tomás Händel distribuiu curto para João Mendes que, por sua vez, serviuTiago Silva. O médio minhoto rematou com muita força de fora de área, porém voltou a surgir Luiz Júnior a negar o golo.

À passagem do minuto 61, após insistência vitoriana, surgiu um cruzamento de Mangas pela ala esquerda na direção de João Mendes que, completamente sozinho e com a baliza escancarada, desequilibra-se e atirou ao lado da baliza para desespero dos seus adeptos.

Ao minuto 70, Charles Silva, na tentativa de controlar a jogada, largou a bola deixando-a à mercê de Danho que tentou servir Jhonder Cádiz. Aos caseiros valeu o corte providencial de Borevkovic.

O desgaste da turma de Álvaro Pacheco começou a mostrar-se evidente, permitindo a subida da formação famalicense a zonas comprometedoras do terreno. Aos 89 minutos, após uma hesitação de Francisco Moura, Luiz Júnior, na tentativa de emenda, acabou por derrubar Kaio César dentro da grande área, levando Iancu Vasilica a apontar para a marca dos onze metros. Na cobrança do castigo máximo, Adrián Butzke não teve a frieza necessária e permitiu a defesa do guardião famalicense que, até ao momento, ia segurando a curta desvantagem.

Já em tempo de compensação, os azuis e brancos que vestiam de amarelo perceberam que tinham de saber gerir os momentos de jogo e pressionar, pois, poderiam tirar partido do decréscimo e nervosismo caseiro. Óscar Aranda, lançado por João Pedro Sousa já na reta final da partida protagonizou um grande momento. O espanhol encontrou espaço no miolo vimaranense e encheu o pé do meio da rua, porém, para azar do avanço, a bola saiu ligeiramente por cima da barra, quando Charles Silva já estava batido.

Já se esperava que soasse o apito final, quando o árbitro da partida assinalou um livre descaído à esquerda do ataque famalicense. Na execução do mesmo, Óscar Aranda levantou o esférico para o interior da área vimaranense, onde surgiu o sujeito do costume, Jhonder Cádiz, para cabecear como mandam as regras, porém a trajetória não foi a ideal e acabou por embater no poste, levando ao desespero os visitantes. Pouco depois, o encontro deu-se por terminado com o triunfo do Vitória SC.

Com esta vitória, os conquistadores permanecem no quinto lugar da tabela classificativa, com 47 pontos. Já o Famalicão FC instala-se no décimo lugar, com 27 pontos. Na próxima jornada da Liga Portugal Betclic, o Vitória SC vai a casa do GD Chaves, no dia 17 de março, enquanto os famalicenses rececionam o CF Estrela da Amadora no dia anterior.