A partida revelou-se bastante equilibrada, tendo terminado com a divisão de pontos entre os dois conjuntos.

Nesta segunda-feira, dia 4 de março, realizou-se o embate entre o FC Famalicão e o Boavista FC. Este encontro contou para a 24ª jornada da Liga Portugal Betclic, e terminou com a divisão de pontos entre as duas equipas.

Os forasteiros entraram melhor na partida, gerando perigo através do corredor esquerdo. Salvador Agra, ao minuto cinco, recebeu o esférico já dentro da área adversária e atirou colocado, para boa intervenção do guardião famalicense.

Essa tendência foi contrariada pelo conjunto da casa, que abriu o marcador aos 16 minutos. Na sequência de um pontapé de canto, o defesa central Mihaj cabeceou, mas surgiu o corte oportuno de Bruno Onyemaechi encima da linha. A bola ainda sobrou para o centro da área, onde apareceu Florian Danho, que através de um movimento acrobático rematou fraco, fazendo com que a bola embatesse caprichosamente no poste da baliza adversária, antes de entrar.

À passagem da meia-hora, Francisco Moura surgiu pela direita, e efetuou um cruzamento venenoso para junto da baliza de João Gonçalves. A bola ainda foi desviada por um dos centrais, obrigando o guarda-redes boavisteiro a brilhar no Estádio Municipal de Famalicão.

Ainda antes do intervalo, as panteras tentaram rugir pela primeira vez. Bozeník intercetou um mau passe da defensiva adversária em zona proibida, conduziu o esférico até à área adversária, tirou Riccieli da frente, rematou, mas a tentativa foi travada por Luíz Júnior, que esteve à altura do duelo.

No regresso dos balneários a turma de Ricardo Paiva surgiu rejuvenescida, na procura de alterar o paradigma até então instalado. Ao minuto 55, no decorrer de uma jogada bem construída, Bozeník apareceu na cara do guardião minhoto, mas o seu remate foi bloqueado.

A sobra surgiu para Bruno Onyemaechi, que atirou, mas a bola voltou a não entrar. O esférico, mesmo assim, manteve-se na posse do conjunto da “Cidade Invicta”, aparecendo, desta vez, Bruno Lourenço a encostar, para o fundo das redes. A tentativa de reestabelecer a igualdade acabou por não surtir efeito, pois veio a ser anulada pelo árbitro assistente, por posição irregular do avançado eslovaco.

Apenas dez minutos depois voltou-se a gritar golo em Vila Nova de Famalicão. Desta feita, Danho recebeu uma bola vinda de um pontapé de canto e introduziu-a na baliza adversária de calcanhar. O tento foi, mais uma vez, anulado, mas desta vez por mão na bola do atacante famalicense.

A partir desse momento, o jogo começou a ficar mais agitado com contra-ataques sucessivos, e foi nessa corrente da partida que surgiu a igualdade. Bruno Lourenço efetuou um passe em profundidade para Salvador Agra, que apareceu de rompante pelo corredor esquerdo. O avançado português levou a bola até o centro da área adversária, e armou um remate que estabeleceu o 1-1 no marcador.

A turma de João Pedro Sousa não deu os três pontos como perdidos até ao apito final. De tal modo que, aos 96 minutos, na sequência de vários duelos aéreos, o esférico sobrou para Francisco Moura, que o apanhou ainda no ar, e de primeira, enviou-o com estrondo ao poste direito da baliza de João Gonçalves.

Apesar dos esforços de ambas as equipas, o resultado não sofreu qualquer alteração até ao final. Com este resultado, os minhotos situam-se agora na oitava posição da tabela classificativa, com 27 pontos conquistados. O próximo encontro dos famalicenses será realizado no dia 9 de março, pelas 20:30h, e contará para a 25ª jornada da Liga Portugal Betclic.