Divisão de pontos no duelo entre galos e flavienses, apesar do claro domínio dos caseiros

Nesta segunda-feira, dia 11 de março, realizou-se, pelas 20:15h, o embate entre as formações do Gil Vicente FC e do GD Chaves. Este encontro contou para a 25ª jornada da Liga Portugal Betclic e terminou com o empate entre os dois conjuntos. Este resultado é algo surpreendente, tendo em conta a superioridade avultada dos minhotos ao longo dos 90 minutos.

Os galos entraram para este jogo com vontade de acabar com a sua série de dois empates consecutivos. De tal modo, ao segundo minuto, Tidjany Touré disparou forte, ainda longe do alvo, mas o guardião visitante encaixou o esférico.

A turma de Vítor Campelos continuou na procura do golo e, ao minuto 16, quase conseguiu esse feito. O helvético, Maxime Dominguez, apareceu à entrada da área a atirou em jeito, fazendo com que a bola embatesse no poste direito dos flavienses.

À passagem da meia-hora surgiu, pelo corredor direito do ataque gilista, uma jogada bem construída, que foi ter aos pés de Alex Pinto. O lateral cruzou rasteiro, já dentro da área, para a finalização de Maxime Dominguez, que viu Hugo Souza a negar-lhe o golo, através de reflexos incríveis.

Aos 38 minutos apareceu na partida um GD Chaves que se fazia ver adormecido, até então. Após uma saída a punhos de Andrew, Kelechi Nwakali apareceu ainda bem longe da área e efetuou um remate, que passou bem perto da baliza adversária.

Numa distância temporal pequena, os minhotos tiveram a oportunidade de chegar ao primeiro tento da partida, em dose dupla. Ao minuto 40, na sequência de um pontapé de canto, Mory Gbane foi às alturas, e cabeceou para a figura do guardião flaviense.

Dois minutos depois, Ali Alipour assistiu, “em primeira fila”, a uma enorme defesa do guarda-redes brasileiro. O iraniano apareceu no cara-a-cara com Hugo Souza e atirou na direção das redes adversárias. A muralha dos forasteiros conseguiu travar as intenções do avançado, tendo brilhado, por mais uma vez, no Estádio Cidade de Barcelos.

A última tentativa de alterar o placar surgiu aos 94 minutos, por intermédio de Félix Correia. O português recebeu a bola e atirou em arco, permitindo uma defesa fácil. Este encontro, apesar de totalmente dominado pelos caseiros, terminou com um empate a zeros.

Já na conferência de imprensa, Vítor Campelos sublinhou o esforço do coletivo, dizendo: “Fizemos tudo para ganhar”. O próprio referiu o elemento “eficácia”, como sendo o diferenciador no cômputo geral da partida, destacando a falta da mesma e denominando-a de “fator determinante”.

Do lado dos flavienses, Moreno Teixeira afirma que a equipa precisa de “fazer algo mais”, para alcançar o objetivo do GD Chaves nesta época. O próprio realçou a superioridade do Gil Vicente FC neste encontro, com as seguintes palavras: “o Gil Vicente é mais equipa que nós, com mais oportunidades que nós”. O timoneiro referiu ainda: “nós ganhamos um ponto, melhor que zero, mas num momento em que nós precisamos de pontuar mais.”

Com este resultado ameno, os gilistas mantêm-se na oitava posição da tabela classificativa, com 28 pontos conquistados. Os minhotos têm o próximo encontro marcado fora de portas com o SC Braga, no dia 16 de março, pelas 18h, numa partida que contará para a 16ª jornada da Liga Portugal Betclic.