Os minhotos somam a terceira vitória consecutiva

O SC Braga recebeu e venceu, este sábado, o CF Estrela da Amadora, em jogo a contar para a 24ª jornada da Liga Portugal Betclic. Num encontro marcado pela grande intensidade imposta de ambos os lados, os minhotos conseguiram desbloquear a partida na segunda parte, alcançando os três pontos na Pedreira.

Ambas as equipas entraram muito convictas no duelo, predispostas a lutar taco a taco pela vitória. A formação estrelista foi a primeira a chegar com perigo à baliza do adversário, com Leo Cordeiro a aproveitar uma perda de bola de Vítor Carvalho, culminando num remate cruzado de Leo Jabá, sem sucesso. Ao minuto 15, os bracarenses tentaram responder com Roger Fernandes a fazer um cruzamento venenoso para o primeiro poste, onde Banza apareceu para cabecear em direção às mãos de Bruno Brígido.

A estratégia de Sérgio Vieira estava bem delineada, a procurar convidar o Braga a balancear-se para o ataque e, depois, apanhá-los desposicionados nas transições, apostando assim na exploração da profundidade. Os gverreiros mantinham então um fluxo muito ofensivo, a ter claramente supremacia no confronto, mas com dificuldades em ganhar superioridade no último terço do campo, ao encontrar um bloco bem formado e compacto da formação tricolor.

Após um primeiro tempo sem golos, foi a formação estrelista a originar a primeira oportunidade flagrante da segunda metade. Aos 51 minutos, Ronaldo Tavares surgiu para causar calafrios à defensiva minhota, com um remate a passar muito perto do poste esquerdo.

Instantes depois, o árbitro assinalou penálti a favor da equipa da casa, com Pedro Mendes a fazer falta sobre Símon Banza dentro da pequena área. O próprio Banza levou a melhor frente ao guardião Bruno Brígido, convertendo o 1-0. O avançado braguista fez o seu 18º tento na temporada, ultrapassando Gyokeres como melhor marcador do campeonato até ao momento.

O CF Estrela da Amadora sofreu um golo na sua melhor fase do jogo, depois de realizar uma entrada brutal nesta segunda metade, conseguindo encostar o adversário no primeiro terço do campo. Aos 83 minutos, Jean Felipe teve uma clara oportunidade para empatar, com um remate fortíssimo a passar a centímetros da trave da baliza arsenalista.

No minuto seguinte, Bruma aumentou a vantagem para 2-0, a rematar para o fundo de um alvo deserto, após o guarda-redes tricolor ter negado o golo a Álvaro Djálo. Nos nove minutos de compensação declarados por Hélder Malheiro, o SC Braga sentenciou a partida com Roger a assinalou o 3-0 final, aos 90+4. Roger, que numa primeira instância fletiu para dentro para rematar de pé esquerdo ao poste, converteu a segunda tentativa para fechar a contagem.

Verificaram-se uns grandes 20 minutos finais para a formação bracarense no duelo. Com o CF Estrela da Amadora a adormecer neste período, o Braga tirou claro proveito, finalizando com sucesso e classe para o fundo da baliza de Bruno Brígido, que esteve em destaque durante toda a partida.

Na conferência de imprensa, Sérgio Vieira teceu fortes críticas à equipa de arbitragem, afirmando não ter havido “igualdade competitiva”. Além disso, garante que “o momento do golo abalou em termos emocionais a equipa”, tendo confessando também alguns erros de alinhamento e posicionamento. Na sua vez, Artur Jorge afirmou ter sido um “jogo muito consistente da parte do SC Braga, assertivos no último terço” considerando uma “vitória justa e merecida” para os seus pupilos. Considera também muito importante “terminar mais um jogo sem sofrer golos”, o que demonstra “solidez defensiva”, tal como o próprio afirmou.

Com este triunfo, o SC Braga mantém a quarta posição, agora com 49 pontos, os mesmos que o FC Porto, que se prepara para receber o SL Benfica, neste domingo. Os estrelistas continuam em zona perigosa da tabela, sendo 15º classificado, com 22 pontos. Na próxima jornada, os minhotos deslocar-se-ão a Vila do Conde para defrontar o Rio Ave FC, enquanto o CF Estrela da Amadora recebe o Casa Pia AC.