EVOLution é o segundo álbum de estúdio de Sabrina Carpenter, lançado em outubro de 2016. O disco do género dance-pop ficou conhecido por lançar a artista a um maior público com as suas 10 faixas viciantes e seus 33 minutos de pura emoção.

Sabrina Carpenter ascendeu rapidamente em sua carreira musical com o seu segundo maior projeto na época. Ainda parte do grupo de jovens atores e estrelas da Disney Channel, a artista apresentou uma transição tranquila para a música ao cativar os ouvintes com o seu talento admirável e sons muito distintos.

GRAMMY

O nome do disco (EVOLution) foi pensado com o objetivo de retratar o seu conteúdo através de um jogo de palavras subtil entre “evolução” e “amor”. Esta é a razão, assim, das letras maiúsculas no início da palavra “EVOLution”, que destacam “LOVE” com as suas letras dispostas de trás para a frente.

O álbum demonstra a qualidade sonora da voz de Sabrina com apenas 17 anos de idade, tornando-a cada vez mais notável. Enquanto o seu álbum anterior Eyes Wide Open brincava e refletia a sua imagem jovem, doce e ingénua da Disney, o EVOLution trouxe sons muito maduros através da vulnerabilidade e da honestidade da artista.

On Purpose” é o primeiro lead single do álbum, que explora o alcance vocal de Sabrina ao intercalar notas mais graves com timbres agudos em um ritmo animado. A música de grande divulgação retrata uma paixão acidental da atriz e a sua ansiedade em descobrir os novos sentimentos da vida adulta. Os singles promocionais “All We Have Is Love” e “Run and Hide”, em seguida, também se destacaram ao provocar críticas muito positivas com as suas melodias fortes e letras cativantes.

“Feels Like Loneliness” é uma mistura de jazz e dança, com high notes perfeitamente executados por Sabrina principalmente na ponte da música. “Space” retrata os sentimentos da cantora e o seu grande desejo por maior liberdade e espaço pessoal. Através de tons mais baixos que exploram notas de difícil alcance, Carpenter comprova o seu talento com muita tranquilidade.

“Shadows” e “Mirage” são canções com ritmos mais tranquilos que exploram maior honestidade da artista combinados com o timbre único de sua voz. “No words” e “Don’t want it back” são faixas menos conhecidas no álbum, mas que também destacam a evolução dos vocais de Sabrina Carpenter em comparação com os seus trabalhos anteriores.

A estrela principal do álbum é, sem dúvidas, “Thumbs”, segundo lead single com um videoclipe no metro e uma paleta de cores mais fria que ilustra o amadurecimento da artista. A faixa, que inicia com um acompanhamento de violinos e estalos de dedos como batida principal, evidencia os vocais impressionantes de Carpenter. A sua letra, por sua vez, destaca uma crítica social junto a uma melodia que provoca aos ouvintes grande vontade de dançar com o seu ritmo.

Além de músicas brilhantes, a era EVOLution proporcionou performances impressionantes de Sabrina Carpenter durante a sua Tour. Com uma enorme presença de palco e muito boa afinação até mesmo nas notas mais complicadas, a artista ganhou ainda maior reconhecimento a partir dos seus concertos durante a promoção do segundo disco.

EVOLution destaca o talento impressionante de Sabrina Carpenter com os seus vocais fortes e sempre muito afinados. Com letras mais maduras e vulneráveis, o álbum proporciona uma experiência mágica da música pop e os seus vários ritmos. Assim, também é capaz de cativar os ouvintes que se encontram na transição para a fase adulta a partir da grande identificação com o conteúdo das canções.