O HC Braga está mais perto da zona de despromoção.

Neste domingo, dia 14 de abril, o OC Barcelosdeslocou-se até ao concelho vizinho para defrontar o HC Braga . A equipa barcelense queria continuar a sequência de bons resultados e mostrou-se impetuosa.

O primeiro golo veio apenas 10 segundos após o apito inicial. Luís Querido aproveitou-se da falta de pressão adversária e rematou com força para o 0-1. Luís Querido ainda voltou a estar em destaque na primeira parte. Ao minuto quatro, assistiu Miguel Rocha para o 0-2.

O conjunto de Rui Neto continuou a pressionar e, quatro minutos depois, foi a vez de Vieirinha anotar o seu nome no marcador. Antes da saída para os balneários, houve tempo para Miguel Rocha bisar, fazendo o 0-4.

Na segunda parte, o HC Braga entrou com vontade de tentar dar a volta ao jogo, mas continuou sem conseguir passar por Conti Acevedo. Apesar do fracasso bracarense, o OC Barcelos continuou a ampliar a vantagem.

Ao minuto 32, Danilo Rampulla, líder de assistências do campeonato, trocou o passe pelo remate e fez o 0-5. O sexto veio do stick de Darío Giménez. O veterano argentino marcou o seu primeiro golo na prova.

Antes do apito final, Alvarinho entrou para fazer o seu golo e consolidar-se como o terceiro melhor marcador do campeonato. São 28 golos em 23 jogos.

O golo dos bracarenses só viria mesmo ao cair do pano e da autoria de Vítor Hugo. Com esta derrota, o HC Braga fica a um ponto da zona despromoção e o OC Barcelos aproxima-se do SC Tomar, na quinta posição.

Na próxima jornada, dia 20 de abril, os homens de Rui Neto vão defrontar o SL Benfica em casa às 21h30. Já o HC Braga viaja até Paços de Ferreira para jogar com o Juventude Pacense umas horas antes.